DPVAT 2020 – Consulta, Indenização, Valor, Pagamento → (OFICIAL)

Os carros no Brasil cada vez mais aumentam a sua quantidade nas cidades do nosso país, isso porque o acesso e compra fica cada vez mais fácil, as quantidades de parcelamento e pagamento estão mais acessíveis e tantos outros fatores.

Porém, o que muitas pessoas não sabem é que com o carro, existem muitos outros impostos que devem ser pagos, entre um deles, é o DPVAT, que é a sigla de Seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Vias Terrestres. Leia aqui informações completas sobre ele.

O que é o DPVAT 2020?

DPVAT 2020 – Consulta, Indenização, Valor, Pagamento → (OFICIAL)

Criado no ano de 1974, ele foi desenvolvido para amparar as vítimas envolvidas em acidentes de carros nas vias terrestres, assim, qualquer pessoa poderá receber indenização, seja o motorista, passageiro e até mesmo o pedestre.

A taxa do pagamento é feita em uma cota única ou na primeira parcela do IPVA, sendo que uma parte de 5% dela fica arrecadada para o Denatran – Departamento Nacional de Trânsito -, já 45% fica para o SUS para que o tratamento das vítimas seja executado, o resto, serve para indenizações.

O seguro obrigatório é mantido por Lei, dessa forma, qualquer vítima de acidentes de trânsito no território brasileiro, ficam protegidas e serão indenizadas, recebendo o tratamento condizente.

Como fazer a consulta do DPVAT 2020?

Quer realizar a consulta do DPVAT de maneira fácil e simples pela internet? Veja aqui o passo a passo explicativo e muito simples:

  1. Acesse o site da Seguradora Líder, que é quem faz a administração do seguro, veja o link a seguir: seguradoralider.com.br;
  2. Lá você deverá escolher entre as três opções de pesquisa, que ficam entre “Placa”, “Renavam” ou até mesmo “Chassi”;
  3. Lá você deve informar os dados necessários para completar o processo;
  4. Escolha o ano, que no caso, deverá ser 2020;
  5. Escreva os caracteres disponíveis sendo ali pedidos e então, clique em “Pesquisar”.

Agora, você terá em suas mãos todas as informações referentes ao seu seguro do DPVAT 2020, dessa maneira, fica mais fácil saber o que está acontecendo com esse imposto, suas condições e se o pagamento já foi realizado.

Como funciona a indenização do DPVAT 2020?

Como funciona a indenização do DPVAT 2020?

O valor da indenização e do reembolso geralmente são creditados em qualquer banco, mais propriamente na conta corrente do beneficiário. Caso a sua conta seja poupança, o depósito pode ser feito nos seguintes bancos: Itaú, Bradesco e Caixa Econômica Federal.

Se a pessoa possui uma conta bancária, deverá abrir uma conta poupança nos bancos escolhidos. Desse modo, é preciso ir até um ponto de atendimento da seguradora, onde uma carta de encaminhamento deve ser requerida para assim, abrir uma conta poupança sem cobrança das tarifas.

Os valores do DPVAT foram reprogramados, sendo que as indenizações podem variar entre:

  • R$ 13.500 em caso de falecimento;
  • R$ 13.500 em caso de invalidez permanente, variando de acordo com as sequelas;
  • R$ 2.700 para cada vítima em reembolso de despesas hospitalares.

Depois de apresentar toda a documentação necessária, o usuário tem o prazo de indenização máximo de 30 dias. Há um prazo para que dê entrada ao processo, sendo de 3 anos, porém existem algumas exceções.

Valores do DPVAT 2020

Todos os anos o valor da seguradora Líder pode variar de acordo com os reajustes, sendo qUe devem ser pagos com as oitos categorias que são definidas pelo Departamento Nacional de Trânsito. Os valores podem variar entre R$ 45,72 até mesmo R$ 185,50. O valor mais barato se aplica a automóveis e camionetes, sendo os mais caros para motocicletas, motonetas e também veículos similares.

Pagamento do DPVAT 2020

Pagamento do DPVAT 2020

O pagamento dele garante a indenização em casos de invalidez ou morte, por isso, é tão importante se lembrar de realizar o pagamento do seguro anualmente, geralmente acoplado a primeira parcela do IPVA ou na Cota Única.

Com esse artigo você consegue saber qual a importância do DPVAT na vida do motorista, do pedestre e também pessoas que utilizam as vias e ruas. Fique atento ao pagamento do seu imposto, só assim você poderá usar a cobertura caso aconteça alguma coisa, do contrário, terá que arcar com todos os custos sozinho.

Deixe um comentário